Seguidores

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

A alegria não pode acabar


Segundo o dicionário, alegria significa manifestação de contentamento e júbilo. Júbilo é um grande contentamento. Estar contente é estar satisfeito. Para muitas pessoas, a alegria passa pela satisfação individual, a de ter seus sonhos e desejos realizados da forma que queriam e planejaram. Porém, se algo sai dos planos logo vem a cara fechada, a raiva, a mágoa e por fim a tristeza. Não estou dizendo que é errado sonharmos e ter realizações. O problema está em fazer de objetos e pessoas o motivo da alegria. A Bíblia nos ensina o que é a alegria. O Senhor Jesus depois de ter contado aos discípulos as parábolas da ovelha e da dracma perdida afirma que os céus se alegram por uma alma que encontra ou reencontra o Pai celestial. “Eu lhes digo que da mesma forma há alegria na presença dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende.” (Lucas 15.10)
No dia que alguém se rende de todo o coração ao amor de Cristo, confessa com os lábios e crê no coração que Ele é o único salvador, há uma festa no céu. Se você perguntar a uma pessoa que acaba de entregar sua vida a Jesus ou acaba de reconciliar vai ouvir: “Estou feliz, sinto uma alegria que não sei explicar.” Realmente a alegria que vem do Pai é inexplicável. As palavras humanas, por mais belas e ricas que são não conseguem traduzir, alcançar a alegria celestial. O mestre, o doce Rabi, próximo ao final do evangelho de João, no capítulo 15, apresenta a videira verdadeira e afirma que Ele é essa videira e os discípulos os ramos. Os que permanecessem em Cristo Ele neles permaneceriam. Se os discípulos obedecessem as Palavras do Senhor, estariam no amor de Cristo. E, logo Jesus explica por que tinha dito essas e outras coisas. “Tenho lhes dito estas palavras para que a minha alegria esteja em vocês e a alegria de vocês seja completa.” (João 15.11). A alegria completa só pode existir se permanecermos em Cristo, permanecermos nos mandamentos e em amor.
Em nossa vida vamos ter grandes alegrias: pelo nascimento de um filho, o casamento de um amigo, a chegada dos netos, uma porta de emprego aberta, a conquista da casa própria, a reconciliação dentre outras coisas. Entretanto, nada se compara a alegria da salvação, nada se compara a permanecer nessa salvação. Sabemos que vamos passar por situações difíceis, na Palavra de Deus nenhum profeta, servo, nem mesmo Jesus afirmou que passaríamos por esta vida sem ter problemas, aflições, dentre outras questões difíceis, mas o príncipe da paz nos deixou uma palavra de fé e ânimo: “Neste mundo vocês terão aflições, contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo.” (João 16.33).
Por isso, repito as palavras de Paulo, que são muito conhecidas, mas verdadeiras e quando reveladas pelo Espírito Santo a um coração aberto produzem alegria! “Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: alegrem-se!” (Filipenses 4.4). Mas como me alegrar no Senhor? Você pode estar se perguntando. Primeiro se você tem certeza da sua salvação, já fez uma oração entregando o coração para Cristo, você tem a alegria do Senhor. Segundo, sendo salvo, você agora tem contato com a Bíblia que contém tudo o que precisa para viver e aquele que lê, medita e pratica as Palavras do Pai está firmado na rocha e não se abala facilmente. “Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica é como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha.” (Mateus 7.24). E por último, congregue, esteja na casa do Senhor, em comunhão com os irmãos, pois na igreja Jesus se faz presente e a presença Dele é motivo de alegria. Ele tem sempre uma bênção para derramar sobre a nossa vida. “Tornaste o meu pranto em regozijo, tiraste o meu cilício, e me cingiste de alegria.” (Salmos 30.11)
Alegre-se no Senhor! Sorria, mostre a todos a alegria que habita em você, a alegria da salvação, o próprio Senhor Jesus fazendo morada em seu coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VIDEOS

Loading...