Seguidores

sábado, 16 de fevereiro de 2013

ORAÇÃO DE SALVAÇÃO







O nosso Deus é um Deus que salva. — Salmo 68:2

A ORAÇÃO DE SALVAÇÃO
Passei muitos anos aprendendo o que se cumpriu quando Jesus morreu na cruz, e isso simplesmente significa que Jesus levou tudo o que viria para mim — dor, doença, fracasso, confusão, ódio, rejeição e morte — e me deu tudo o que viria para ele — toda a sua perfeição, cura, amor, aceitação, paz, alegria e vida. Por causa da graça de Deus, podemos fazer a oração de salvação. Tudo o que temos de fazer é dizer: "Jesus, vem morar em mim. Quero que sejas Senhor sobre a minha vida."
Quando eu tinha vinte e poucos anos, meu estilo de vida era motivado por uma necessidade desesperada de amor. Uma conseqüência desastrosa desse estilo de vida foram dois abortos em menos de dois anos. Ambos foram horríveis, assustadores e traumáticos, física e emocionalmente (sem mencionar que eram ilegais na época), mas senti mais alívio do que remorso com eles. Somente anos mais tarde, depois de começar a andar com o Senhor e aprender sobre seus caminhos, foi que vi o que eu havia feito.
Quando Michael e eu decidimos ter um filho, mês após mês se passavam e eu não ficava grávida. Eu, que havia engravidado tão facilmente antes, achava que, com certeza, estava sendo castigada por causa dos abortos.
"Deus, sei que não mereço dar à luz uma nova vida depois de destruir a vida que havia dentro de mim por duas vezes", eu orava. "Mas, por favor, tem misericórdia e ajuda-me a engravidar."
Ele respondeu a essa oração, e meus dois filhos foram o maior exemplo da misericórdia e graça de Deus para comigo. Ele me deu exatamente o que eu não merecia.

A ORAÇÃO DE SALVAÇÃO TRAZ A MISERICÓRDIA E A GRAÇA DE DEUS

A graça de Deus é para aqueles que vivem em seu reino e cujo reino vive neles. Não podemos receber a graça de Deus a menos que o recebamos. E uma dádiva que está com Deus, em suas mãos. Graça e misericórdia são coisas muito parecidas. A graça acontece quando Deus abstém-se de castigar uma pessoa que é culpada. A misericórdia é a compaixão de Deus por nosso sofrimento que vai além do que se pode esperar. Precisamos de ambas.
Se não fosse pela graça e misericórdia de Deus, nem seríamos salvos, pois a Bíblia diz: "Vocês são salvos pela graça" (Efésios 2:8) e "devido à sua misericórdia, ele nos salvou" (Tito 3:5). Antes de conhecermos Jesus, éramos "culpados" e "miseráveis", mas a "graça" e a "misericórdia" de Deus nos salvaram.

O SENHOR se agrada dos que o temem, dos que colocam sua esperança no seu amor leal.

(Salmo 147:11)

Graça tem a ver com tudo o que diz respeito a Deus. Ele a faz. Não nós. A graça é sempre uma surpresa. Você acha que não vai acontecer, e acontece.


A ORAÇÃO DE SALVAÇÃO DÁ ACESSO AO REINO DE DEUS

Salvação é mais do que algo que Jesus fez por nós na Cruz do Calvário; salvação é Jesus vivendo em nós. Você pode ter nascido em uma família cristã ou freqüentado uma igreja cristã durante toda a sua vida, mas, se não tiver feito a oração de salvação e dito a Deus que você deseja receber Jesus como seu Salvador, você não nasceu para o reino de Deus. Você não pode herdá-lo; obtê-lo por osmose, transplante ou implante; ou pedir para uma estrela para obtê-lo. Você tem de declarar sua fé em Jesus Cristo.
Se quiser a vida de Jesus em você, apenas diga: "Jesus, eu te reconheço neste dia. Creio que tu és o Filho de Deus quando dizes que és. Embora seja difícil compreender um amor tão grande, creio que tu entregaste tua vida por mim para que eu pudesse ter vida eterna e abundante agora. Peço-te que me perdoes por não viver como tu queres. Preciso que tu me ajudes a me tornar tudo o que tu me criaste para ser. Vem para a minha vida e enche-me com teu Espírito Santo. Que toda a morte em mim seja ocupada pelo poder de tua presença e que este dia transforme minha vida em um novo começo."
Se você não se sente à vontade com essa oração, então converse com Jesus como você conversaria com um bom amigo, e confesse que você cometeu alguns erros. Diga-lhe que você não pode viver sem ele. Peça-lhe para perdoá-lo e entrar em seu coração. Diga-lhe que você o recebe como Senhor, e agradeça-lhe pela vida eterna e perdão que ele lhe deu.
Uma vez feita a oração de salvação, você é libertado da culpa, seu futuro está seguro e você é salvo da morte em cada parte de sua vida.

Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim."

(João 14:6)

A ORAÇÃO DE SALVAÇÃO LIBERTA DA CULPA

Todos têm algum tipo de culpa por erros do passado. Às vezes, é a culpa por coisas que sabemos que fizemos; às vezes, é um grande arrependimento pelo que tememos que poderíamos ter evitado e, às vezes, é a culpa por violarmos certas leis naturais que nem sabíamos que havíamos violado. Seja qual for a razão, a carga da culpa nos oprime com um peso esmagador e, a menos que seja eliminada, ela nos separa da plenitude de vida. O que pode levar embora nossa culpa? Considere, por exemplo, o homem que, por acidente, dá ré no carro, joga-o sobre a filha de 2 anos e a mata. Ou a mulher que consumiu drogas enquanto estava grávida e teve um filho com problemas mentais. E a mãe que, por acidente, atirou e matou seu filho adolescente ao chegar tarde em casa, em uma certa noite, imaginando ser ele um ladrão? Como essas pessoas conseguem se libertar da culpa por um mal tão devastador e irreparável?
Ou como você e eu convivemos com terríveis remorsos? "Se eu tivesse...", "Se eu não tivesse..." Esses pensamentos ecoam a agonia de situações que nunca podem ser mudadas. Está feito! E não há como conviver com a verdade dessa agonia a não ser que você a empurre lá para o fundo de seu ser e nunca se permita senti-la novamente. Não fale sobre ela. Não a mencione. O problema é que você pensa que está se livrando dela até que ela começa a vir à tona sozinha. Depois, ela aparece na forma de uma doença. Ou talvez afete sua mente e suas emoções, deixando-o nervoso ou fechado em si mesmo ou fóbico ou depressivo, como a infecção de uma ferida profunda sobre a qual se colocou rapidamente um curativo sem que fosse limpa e tratada adequadamente.
Ou o que dizer de nossa culpa por coisas que fizemos que violaram as leis de Deus, leis das quais não tínhamos ciência na época? Independentemente de até que ponto uma mulher que fez um aborto acredite que sua decisão estava correta, nunca ouvi alguém dizer: "Eu me senti realizada e fui enriquecida por esta experiência." Ela pode se sentir aliviada de um peso, mas nunca pensa: "Foi maravilhoso o que fiz! Sei que realmente percebi o propósito de Deus para minha vida e sou uma pessoa melhor por causa disso." Reconhecida ou não, a culpa existe porque essa mulher violou uma lei da natureza.
O que e quem pode levar embora essa culpa? Uma amiga dizendo: "Não se preocupe... Não foi sua culpa... Você não pode se culpar" nunca faz você se livrar do que sente lá dentro. Somente o perdão de Deus pode fazer isso. Quando fazemos a oração de salvação para recebermos Jesus como nosso Salvador, somos imediatamente libertados do castigo de nossos erros do passado. Pela primeira vez, estamos livres de ter de encarar o fracasso de nosso passado.

A ORAÇÃO DE SALVAÇÃO TRAZ PAZ E VIDA ABUNDANTE

Ao orar para receber Jesus como seu Salvador, você tem a paz de saber que seu futuro está seguro. A Palavra de Deus diz: "A vontade de meu Pai é que todo aquele que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia" (João 6:40). Seu futuro nesta vida também está seguro. Deus promete que, se você o reconhecer como Salvador, ele irá guiá-lo em segurança aonde você precisa ir: "Reconheça o SENHOR em todos os seus caminhos, e ele endireitará as suas veredas" (Provérbios 3:6). Isso não significa que, no mesmo instante, teremos todos os nossos problemas resolvidos e nunca mais conheceremos a dor, mas teremos o poder dentro de nós para atingirmos nosso potencial.
Quando Jesus morreu na cruz, ele também ressuscitou dos mortos para quebrar o poder da morte sobre qualquer pessoa que receber sua vida. Jesus venceu a morte — seja no final da vida ou nas múltiplas formas pelas quais enfrentamos a morte diariamente. Na morte de nossos sonhos, finanças, saúde ou relacionamentos, Jesus pode trazer sua vida para ressuscitar qualquer lugar morto que exista em nós. Portanto, não temos de nos sentir sem esperança. Ele também dá a todos que se abrem para ele uma qualidade de vida que é cheia de sentido, abundante e satisfatória. Ele transcende nossas limitações e limites, e nos permite fazer coisas que nunca pudemos fazer à parte dele. Ele é o único que pode nos dar vida antes da morte e vida após a morte. Sem ele, morremos um pouco a cada dia. Com ele como nosso Salvador, nós nos tornamos cada vez mais vivos.

A ORAÇÃO DE SALVAÇÃO DÁ ACESSO AO ESPÍRITO SANTO

O Espírito Santo é o Espírito de Deus enviado por Jesus para dar-nos consolo, para edificar-nos, para guiar-nos em toda a verdade, para trazer-nos dons espirituais, para ajudar-nos a orar com mais eficiência e para dar-nos sabedoria e revelação. O Espírito Santo não é uma fumaça ou uma nuvem mística; ele é outra parte de Deus. Ele é o poder de Deus e o meio pelo qual Deus fala conosco.
A Bíblia diz: "Porei o meu Espírito em vocês e os levarei a agirem segundo os meus decretos e a obedecerem fielmente às minhas leis" (Ezequiel 36:27). O Espírito Santo opera a perfeição de Deus em nossa vida. E não é preciso haver medo ou mistério nesse sentido porque nós, isolados da criação de Deus, temos um lugar especial inerente em nós onde seu Espírito pode habitar. Esse lugar sempre estará vazio a menos que seja preenchido por ele.
Não queremos ter "aparência de piedade" e acabar negan­do "seu poder" (2 Timóteo 3:5); negar o poder de Deus limita o que Deus pode fazer em nossa vida. Nem queremos "sempre [aprender], e jamais [conseguir] chegar ao conhecimento da verdade" (2 Timóteo 3:7). A menos que o Espírito Santo nos ins­trua de dentro para fora, nosso conhecimento da verdade sempre será limitado. Não limite o que Deus pode fazer em sua vida por não conseguir reconhecer o Espírito Santo de Deus nela.
Quando ouvi pela primeira vez os nomes Ajudador e Consolador em referência ao Espírito Santo, eu soube no mesmo instante que queria esses atributos de Deus em minha vida. Percebi que, para obtê-los, eu tinha, primeiro, de reconhecer a existência do Espírito Santo e, depois, convidá-lo a habitar dentro de mim.
Ao fazer isso, descobri três razões importantes para ser cheia do Espírito Santo de Deus:
para adorar Deus mais plenamente;
para experimentar e transmitir o amor de Deus mais completamente;
para tomar posse do poder de Deus em minha vida mais efetivamente.
No entanto, descobri, ao longo dos anos, que se encher do Espírito Santo é um processo contínuo e cada vez mais profundo. Temos de estar dispostos a nos abrir para cada nível e dimensão nova para que ele possa nos capacitar a realizar o que jamais poderíamos fazer sem esta medida plena de seu amor, poder e vida.

Stormie Omartian

ORAÇÃO DE CONFISSÃO




Eu disse: Confessarei as minhas transgressões ao SENHOR, e tu perdoaste a culpa do meu pecado — Salmo 32:5

A ORAÇÃO DE CONFISSÃO
Pecado é um antigo termo usado no arco e flecha que significa errar o alvo. Qualquer coisa que não seja o centro fixo é pecado. Assim, o pecado em nossa vida não apenas significa roubar uma adega, assassinar alguém ou jogar baralho no domingo. É muito mais do que isso. Na verdade, qualquer coisa fora do centro daquilo que é o melhor de Deus e de sua vontade perfeita para nossa vida é pecado. Isso amplia muito a idéia de pecado!
Quando não é confessado, o pecado torna-se um tumor sutil — enrolando seus tentáculos em volta de cada parte de nosso ser até ficarmos paralisados. A agonia de seu peso é descrita com precisão na Bíblia pelo rei Davi:

Enquanto eu mantinha escondidos os meus pecados,

O meu corpo definhava de tanto gemer.
Pois dia e noite a tua mão pesava sobre mim;
Minhas forças foram-se esgotando como em tempo de seca.
Então reconheci diante de ti o meu pecado.
E não encobri as minhas culpas.
Eu disse: Confessarei as minhas transgressões ao SENHOR,
E tu perdoaste a culpa do meu pecado.
(Salmo 32:3-5)

Quando o pecado não é confessado, uma parede levanta-se entre você e Deus. Mesmo que você deixe de praticá-lo, se esse pecado não foi confessado diante do Senhor, ele ainda pesará sobre você, arrastando-o de volta para o passado que você está tentando deixar para trás. Sei disso porque costumava levar nas costas uma bolsa cheia de falhas tão pesada que eu mal conseguia me mover. Não percebia como eu ficava curvada espiritualmente debaixo dela. Quando, por fim, confessei meus pecados, na verdade, senti o peso daquela bolsa sendo aliviado.

Todos nós que trazemos feridas emocionais profundas do passado já sofremos de baixa auto-estima, medo e culpa. Mentalmente, nós nos martirizamos, temos a tendência de pensar no pior em se tratando de nossas situações e nos sentimos responsáveis por tudo o que dá errado. É verdade que podemos ter momentos em que nos sentimos culpados por coisas que fizemos, mas não precisamos nos torturar, levando uma vida incessante de culpa. Deus proveu a chave para nos libertar disso: a oração de confissão.
Muitas vezes, não conseguimos nos ver como responsáveis por certas ações. Por exemplo, embora não seja sua culpa ser abusado por alguém, sua reação ao abuso agora é de sua responsabilidade. Você pode se sentir justificado em sua raiva ou amargura, mas, mesmo assim, deve confessá-la porque ela frustra o que Deus tem para você. Se não confessar, o peso dessa raiva ou amargura, no final, irá esmagá-lo.

A ORAÇÃO DE CONFISSÃO E ARREPENDIMENTO

Para que a confissão tenha efeito, ela deve ser feita com arrependimento. Arrependimento, literalmente, significa uma mu­dança de opinião. Significa você dar as costas, ir embora e deci­dir não cometer o mesmo pecado novamente. Significa alinhar seu pensamento corretamente com Deus. É possível confessar sem, de fato, admitir alguma transgressão. Na verdade, podemos simplesmente passar a ser bons em pedir desculpas sem intenção alguma de sermos diferentes. Confissão e arrependimento signi­ficam dizer: "A culpa é minha. Desculpe. Não vou fazer mais isso." Você precisa confessar e se arrepender de todo pecado para que esteja livre de sua escravidão, quer você se sinta mal com ele ou não e quer o reconheça como tal ou não. Um dia, no consultório de minha conselheira cristã, confessei em oração os dois abortos que fiz, mesmo não tendo idéia, na época, de como o aborto era errado. Sempre via o aborto como um meio de sobrevivência, não como um pecado, mas isso não o torna correto aos olhos de Deus. Li na Bíblia sobre o valor da vida no ventre. Também li: "Embora em nada minha consciência me acuse, nem por isso justifico a mim mesmo" (1 Coríntios 4:4). Não fiquei livre das garras mortais da culpa naqueles abortos até me arrepender e receber o pleno perdão de Deus.
Toda vez que confessar algo, veja se você, honesta e verdadeiramente, não sente mais vontade de fazê-lo. E lembre-se de que Deus "conhece os segredos do coração" (Salmo 44:21). Estar arrependido não necessariamente significa que você nunca mais voltará a cometer o mesmo pecado, mas significa que não pretende cometê-lo novamente. Se descobrir que está repetindo o mesmo pecado várias vezes, você precisa confessá-lo todas as vezes. Se você cometeu um pecado que acabou de confessar no dia anterior, não deixe que ele se coloque entre você e Deus. Confesse-o novamente. Desde que, verdadeiramente, arrependa-se todas as vezes, você estará perdoado e, por fim, ficará livre. A Bíblia diz: "Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados, para que venham tempos de descanso da parte do Senhor" (Atos 3:19, 20).

Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas!

(Salmo 32:1)

O diabo tem um gancho preso a você onde houver um pe­cado não-confessado. Recaídas no mesmo pecado não são desculpas para não confessá-lo. Você deve manter sua vida totalmente aberta diante do Senhor se quiser ser libertado da escravidão do pecado.

Você não pode ser libertado de algo que não pôs fora de sua vida. Confessar é falar toda a verdade sobre o seu pecado. Renunciar ao pecado é tomar uma posição firme contra ele e remover seu direi­to de permanecer. Uma vez que não somos perfeitos, a confissão e o arrependimento são contínuos. Há sempre novos níveis da vida de Jesus que precisam ser operados em nós. Estamos aquém da glória de Deus em sentidos que ainda nem podemos imaginar.

A ORAÇÃO DE CONFISSÃO CURA SEU CORAÇÃO

Quando você está construindo um alicerce, você tem de tirar a lama. O problema é que a maioria de nós não cava fundo o suficiente. Embora não possa ver todos os seus erros o tempo todo, você pode ter um coração disposto a ser ensinado pelo Senhor. Peça a Deus para trazer à luz pecados dos quais você não está ciente para que possa confessá-los, arrepender-se deles e ser perdoado. Reconheça que há algo para confessar todos os dias e ore com freqüência, como fez Davi:

Vê se em minha conduta algo te ofende, e dirige-me pelo caminho eterno (Salmo 139:24)

Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito estável (Salmo 51:10)
Absolve-me dos [erros] que desconheço! (Salmo 19:12)

Às vezes, quando não achamos que temos algo para confessar, uma oração pedindo que Deus o mostre irá revelar uma atitude não-arrependida, como uma postura crítica demais ou falta de perdão, que criou raízes no coração. Confessá-la impede que tenhamos de pagar um preço emocional, espiritual c físico por ela. Também irá beneficiar nossa vida social, uma vez que as imperfeições de nossa personalidade que não podemos ver são muitas vezes óbvias para os outros.

A confissão é, na verdade, um modo de vida. Se não estamos andando no caminho de Deus, se estamos fazendo algo em desobediência — falando da vida alheia, mentindo ou falando de um modo desonroso com alguém —, precisamos recomeçar do zero, e isso somente acontece com a confissão: Deus, coloco-me diante de ti e confesso minha atitude para com meu chefe. Eu me arrependo dessa atitude. Quero ser mais parecido com Cristo a cada dia.
Às vezes, quando meu marido, Michael, dizia algo que feria meus sentimentos, eu reagia — e respondia de um modo tão ofensivo quanto o dele. Isso só piorava a briga. Logo aprendi que, antes de me desculpar com Michael, eu tinha de me desculpar com Deus. Eu me colocava na presença de Deus e dizia: "Deus, sinto muito pelo que eu disse. Sei que fui movida pela carne e não pelo Espírito." Descobri que confessar ao Senhor ajudou-me a parar de me comportar assim e a pedir desculpas para Michael com uma atitude melhor.
Pense em sua própria vida. Alguma coisa desse tipo aconteceu entre você e outra pessoa? Você tem alguma atitude que precisa confessar? Se tiver, não hesite. Quanto mais rápido tratar disso, melhor.

Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia.

(Provérbios 28:13)

O pecado leva à morte; o arrependimento leva à vida. O tempo que passa entre o pecado e o arrependimento será responsável pela extensão da morte que será ceifada em sua vida. Se você tem ceifado muita morte, os problemas não irão desaparecer Jogo depois de sua confissão. Mas sua confissão deu início a um processo de reversão do que aconteceu por causa do pecado.

Sempre tenha em mente que os caminhos de Deus são para seu benefício. A confissão não serve para que Deus encontre alguma coisa. Deus já sabe. A confissão serve para que você se refaça. Deus não está seguindo seus passos, esperando que você faça algo errado para castigá-lo. Ele não tem de fazê-lo porque o castigo está inerente no pecado. Uma vez que Deus sabe disso, ele lhe deu a chave da confissão. As pessoas que confessam encontram misericórdia e o poder ilimitado de Deus.

VIDEOS

Loading...